Estrada que liga do prolongamento da Caingangs ao 3º Distrito Industrial recebe o nome de Geraldo Pi

A homenagem foi sugerida por meio da indicação nº 419/2015, de autoria do vereador Valdir de Oliveira Mendes, aprovada pela Câmara Municipal.

Publicado em: 30 de maio de 2016

 Vereador Valdir de Oliveira Mendes é o autor da indicação que resultou na homenagem

 

A estrada que liga o prolongamento da Rua Caingangs até o 3º Distrito Industrial passou a se chamar Rua Geraldo Pinatto. A homenagem foi sugerida por meio da indicação nº 419/2015, de autoria do vereador Valdir de Oliveira Mendes, aprovada pela Câmara Municipal. A cerimônia de entrega das melhores na via e oficialização do novo nome ocorreu na tarde da última sexta-feira.

O vereador Valdir destacou que Geraldo Pinatto foi um empreendedor que contribuiu para o desenvolvimento de Tupã. “Essa é uma pequena homenagem a esse grande homem que deixou um legado em nossa cidade”, destacou.

Filho de Florindo Pinatto e Amábile Franceschi, Geraldo Pinatto nasceu em Santa Amélia (SP) aos 12 de fevereiro de 1930, onde viveu parte de sua infância. De uma família numerosa com nove irmãos não teve oportunidade de frequentar a escola, pois as dificuldades eram grandes. Trabalhou como empregado em fazendas de café na região de São José do Rio Preto até março de 1952, quando veio para a cidade de Tupã, onde dois de seus irmão procuravam se estabelecer.

Casou-se com a senhora Maria Antoniassi no dia 6 de setembro de 1952 e a trouxe para a cidade onde construíram suas vidas. Montou seu próprio negócio, um armazém de secos e molhados, que ficava na Rua Caingangs, nº 1570, em sociedade com dois irmãos: Olívio e Ângelo.

Dois anos depois, seu irmão Ângelo resolveu seguir outros caminhos, e a sociedade então passou a pertencer a ele e seu irmão Olívio. O comércio atendia a região do triângulo, hoje, Tupã-Mirim, os proprietários e empregados de propriedades rurais da região. O estabelecimento apesar de pequeno, aproximadamente 60 metros quadrados de área de venda, concorria com outros de maior porte como máquinas de arroz e a Casa Moreira que atendia toda a região.

Segundo o vereador Valdir de Oliveira Mendes, autor da homenagem, o atendimento era realizado nos balcões e a venda de arroz, feijão, milho, açúcar, farinha de mandioca, carne seca, óleo, querosene, vinho e aguardente eram vendidos a granel.

Por 20 anos se dedicaram a essa tarefa e com muito esforço, trabalho e economia a família foi adquirindo propriedades rurais na região. Seu irmão mais velho e sócio Olívio ficou cuidando das propriedades rurais, e ele do comércio que já estava consolidado.

No ano de 1972 passaram a cuidar somente das propriedades rurais e se desfazendo do comércio. Na atividade agrícola se destacaram como grandes produtores de café. Mais tarde foram investindo também na pecuária. Pai de quatro filhos: Florindo Pinatto Neto, Aparecida de Lourdes Pinatto Gaspar, Maristela Antoniassi Pinatto Castiliani e Delnice Amábile Pinatto, que exercem suas funções no município. Florindo hoje possui com seu filho uma pequena empresa de comércio de amendoim já em expansão; Aparecida e seu marido com importante estabelecimento comercial, “Varejão Gaspar”, dando assim continuidade ao trabalho iniciado por seu pai quando aqui chegou; e as outras duas filhas, Maristela e Delnice, fazem parte da área da educação, sendo a primeira professora e a segunda supervisora de ensino. Geraldo também teve a graça de conhecer seus nove netos e cinco bisnetos. 


Publicado por: Assessoria de Comunicação

Cadastre-se e receba notícias em seu email