Aspectos Gerais

História
Colonizado a partir da década de 1930, Tupã teve um desenvolvimento inicial pujante, fortalecido pela expansão cafeeira, porém nas últimas décadas sua economia sofre de grande estagnação, ainda dependente de produção primária. Alguns motivos para esperança de melhor futuro surgiram nos últimos anos, entretanto. Rico em recursos hidrográficos e contando com um distrito (Varpa) com tradição de imigrantes da Letônia, o município foi recentemente declarado como estância turística pelo governo estadual, algo que pode vir a ser melhor explorado. Além disto, a cidade assistiu à implantação de uma unidade da Universidade Estadual Paulista e à ampliação de faculdades privadas locais.

Origem do município
A região onde se localiza a estância turística de Tupã não passava de floresta virgem. Luís de Sousa Leão, empreendedor de origem pernambucana, em meados da década de 1920, escolheu dita área localizada no espigão divisor das microbacias dos rios do Peixe e Feio (ou Aguapeí) no traçado projetado da Companhia Paulista de Estradas de Ferro (mais tarde FEPASA e atual All), para a edificação da futura cidade. O fundador previa a necessidade de se erigir um centro-chave entre as regiões Noroeste e Sorocabana do estado de São Paulo.

A historiografia oficial esconde muitos dos fatos que marcaram os primeiros anos de desbravamento, entre eles o massacre dos indígenas caingangues da região, que foram homenageados com o nome da cidade e de suas vias planejadas. Os colonizadores encontraram muita resistência por parte dos nativos e o confrontamento foi inevitável, resultando na morte de muitos dos indígenas na região. Segundo os registros, no entanto, a paz foi alcançada com mediação de uma índia chamada Vanuíre. Por conta dessa importante influência indígena, Tupã sedia um dos mais importantes museus dedicados ao tema no país, o Museu Histórico e Pedagógico India Vanuíre.

O plano de loteamento foi posto em prática após 12 de outubro de 1929, data considerada como fundação do município.
 
Paço Municipal
Em 15 de novembro de 1941 inaugurou-se a estação ferroviária de Tupã, terminal do chamado Tronco Oeste da Companhia Paulista até abril de 1949, quando foram abertas as estações de Universo, Iacri, Parnaso e Osvaldo Cruz, dando prosseguimento ao imenso ramal da ferrovia até Panorama, na margem do Rio Paraná (1962). Isto garantiu o grande desenvolvimento inicial da povoação (preliminarmente com base na cafeicultura), durante oito anos como estação terminal da ferrovia e posteriormente já arraigada como pólo de referência na região até hoje conhecida como Alta Paulista.

Fatos
Em 1959, o então distrito de Iacri foi desmembrado do município de Tupã e elevado à categoria de município. A população, pelo censo de 1960, era de 13.117 habitantes.
Pela lei estadual nº 8.550 de 30 de dezembro de 1993 foi criado o município de Arco-Íris, desmembrando do território de Tupã a área do ex-distrito e passando Tupã a ter uma área territorial de 629,108 km². O município de Arco-Íris foi oficialmente instalado em 1 de janeiro de 1997, com uma população estimada em 2.087 habitantes.
Em 2002 a cidade passou ao status de estância turística.É conhecida nacionalmente como a "Capital Nacional da Fotografia" por possuir diversas empresas no ramo fotográfico. 

Estrutura administrativa
O distrito de Tupã foi criado junto ao município de Glicério através do decreto estadual nº 6.720 de 2 de Outubro de 1934.

Pelo decreto estadual nº 9.775 de 30 de novembro de 1938, foi criado o município de Tupã. Sua instalação ocorreu em 1 de Janeiro de 1939.

Atualmente, três distritos pertencem à estância turística de Tupã: Parnaso, Varpa e Universo.

Geografia
Aspectos físicos
A estância turística de Tupã se localiza na micro-região homogênea nº 621 denominada Alta Paulista. Sua área é de 629,108 km² conforme a resolução n° 5 de 10 de Outubro de 2002 do IBGE, publicada no Diário Oficial da União em 11 de Outubro de 2002.

Hidrografia
Rio do Peixe
Sete
Rio Feio

Transporte
Aeroporto de Tupã (asfaltado)
O acesso à estância é facilitado pelas rodovias pavimentadas SP-294 (Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros) e SPV-52 (que liga Tupã ao distrito de Varpa), a estrada ligando Tupã ao Rio do Peixe - Quatá e as vicinais ligando Tupã a Arco-Íris e Tupã a Juliânia.

Rodovias
SP-294 

A área urbana da cidade é de 32,27 km², com altitude de 511 metros.
A distância entre Tupã e São Paulo, a capital do estado, é de cerca de 450 km, rumo ONO.
A temperatura média varia entre 37°C nas máximas e 7°C nas mínimas.
As precipitações pluviométricas ocorrem, com maior freqüência, nos meses de fevereiro e outubro, em médias estimadas em 1.200 mm por ano.
A estância turística se localiza na latitude sul 21º56’01” e na longitude W.Gr. 50º30’45”.
Seu território é predominantemente arenoso (arenito de Bauru), com a hidrografia formada pelos rios do Rio do Peixe e Feio, além dos ribeirões Iacri, 7 de setembro, Pitangueiras e Afonso XIII.
 Turismo
A estância turística de Tupã conta com diversos lugares e atrações de interesse geral:

Solar Luiz de Souza Leão;
Museu Histórico Pedagógico Índia Vanuíre;
Museu dos Pioneiros de Varpa “Janis Erdbergs”;
Museu da Cachaça;
Praça da Bandeira;
Igreja Matriz de São Pedro;
Igreja Batista de Varpa;
Igreja Boas Novas de Varpa;
Artesanato Floresta;
Geleia da D. Neusa;
Loja da Associação de Varpa;
Casarão e Acervo particular do Oto;
Rancho dos Defumados e Apiário Bisu Medus;
Apiário Puro Mel;
Chácara Alvorada “Orquidário e Apiário Varpa”;
Fazenda Palma;
Recanto das Águas;
Balneário 7 de Setembro;
Clube CTA com pista de aeromodelismo;
Complexo da CAMAP;
Tupã Country Clube;
Tupã Tênis Clube;
Pesqueiros: Fênix, Hamada, Sabesp, Sol Nascente e do Flávio.
Clube dos Comerciários 


Estância turística
Tupã é um dos 29 municípios paulistas considerados estâncias turísticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de Estância Turística, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

Economia
Tupã teve um produto interno bruto em 2002, segundo o IBGE [1], de 374,5 milhões de reais, a preços de mercado correntes daquele ano.

Indústria
Representados por mais de 380 estabelecimentos industriais, destaca-se a indústria de transformação, a industrialização da carne, do leite, do amendoim, da soja, do milho, das rações, a produção de calçados, de malas para viagem, de implementos agrícolas, de móveis, serralherias, carroçarias, produtos químicos, etc.

Estima-se que mais de nove mil pessoas sejam empregadas pela indústria tupãense.

Agricultura
Tupã conta com aproximadamente mil propriedades agrícolas, sendo que por volta de três mil pessoas residem na zona rural. 430 tratores estão em operação. Há 3.597 hectares com culturas perenes e semiperenes e 5.095 hectares com culturas anuais.

Destacam-se as seguintes culturas: amendoim (2.000 hectares), milho (dois mil hectares), mandioca (680 hectares), seringueira (77.500 pés em produção), eucalipto (660 hectares), café (273 mil pés em produção). A sericicultura conta com 28 sirgarias e 272 hectares de amora para alimentação do bicho-da-seda. Há ainda 1.153 hectares de matas nativas e perto de 480 hectares de áreas de cerradão.

Outras culturas de certa forma desenvolvidas são: abacate, melancia, feijão, abóbora e manga, voltadas principalmente ao abastecimento local através de feiras livres.

Funciona em Tupã um armazém e silo da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do estado de São Paulo (CEAGESP), com capacidade final projetada para 200 mil toneladas de grãos em granel.

Pecuária
O rebanho bovino conta com 40.100 cabeças na pecuária de corte e 7.100 cabeças na pecuária de leite, contando ainda 19.200 cabeças de animais de dupla aptidão, misto corte e leite, apascentados em 41.853 hectares de pastagens.
A produção de leite está em torno de 7 milhões de litros do tipo B e nove milhões de litros do tipo C, estando entre uma das maiores bacias leiteiras do estado.
O rebanho eqüino conta com 1.850 cabeças e o suíno com 820 cabeças.
Na avicultura de postura, com 460 mil cabeças produzem 12 milhões de dúzias de ovos por ano. Tupã conta também com uma unidade de produção de pintos de um dia, produzindo 2 milhões de animais por ano. A região de Tupã é uma das maiores produtoras de ovos do país. 

Comércio e prestação de serviços

De acordo com o Sebrae [2], funcionam em Tupã cerca de 1.324 estabelecimentos comerciais (destaques para o varejo: mercados, mercearias, vestuário e materiais para construção) e cerca de 790 de prestação de serviços (com destaques para alimentação e assessoria a empresas).

Educação (Alfabetização)
Aproximadamente 93% das pessoas radicadas em Tupã são alfabetizadas.

Acessa São Paulo
Tupã participa de um projeto de inclusão digital como o Acessa São Paulo. Esse projeto funciona na cidade desde 9 de agosto de 2002. Hoje conta com 1014 usuários maiores de 18 anos e 656 usuários menores de 18 anos. Cerca de 100 usuários passam por lá por dia.

Educação infantil
Tupã conta com:

Catorze núcleos municipais de pré-escola com 980 crianças
Seis núcleos particulares de pré-escola com 140 crianças
Quatro creches municipais com 550 crianças
No total, são atendidas 1.670 crianças.

Ensino fundamental
Tupã possui:

Doze escolas estaduais
Seis particulares
Somadas, as escolas atendem a 10.458 alunos.

Ensino médio
Tupã conta com:

Seis escolas estaduais
Cinco particulares
Somadas, as escolas atendem a 4.499 alunos.

Ensino superior
Funcionam em Tupã a Faculdade da Alta Paulista (FAP), a Escola Superior de Educação Física da Alta Paulista (ESEFAP) e a Faculdade de Ciências Contábeis e de Administração de Tupã (FACCAT), escolas que recrutam universitários de vasta região paulista e outras do norte do Paraná, Mato Grosso do Sul e outros estados.

Foi criada a Fundação Educacional Municipal de Tupã (FEMTUPA), objetivando a instalação de novos cursos superiores. Seu processo de reconhecimento tramita junto ao Conselho Estadual de Educação.

Foi criado oficialmente, em 2003, o Campus de Tupã da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), com o curso de Administração de Empresas, que conseguiu em 2006 a colocação de terceiro melhor curso de Administração de Empresas do estado de São Paulo. A implantação do campus atrai anualmente 80 alunos provenientes de todas as regiões brasileiras e promove programas de intercâmbio. A unidade ainda mantém um curso preparatório pré-vestibular, voltado a população carente da região. Estima-se que Unesp de Tupã seja responsável por 5% da renda anual do município.

Perto de 3.700 estudantes aqui frequentam cursos de ciências jurídicas e sociais, pedagogia, administração de empresas, ciências econômicas, ciências contábeis, educação física, técnico desportivo, letras, enfermagem, fisioterapia, psicologia, dentre outros.

Ensino artístico e profissionalizante
Funcionam na estância duas escolas estaduais com cursos profissionalizantes, além de três conservatórios musicais privados oferecendo oficialização estadual.

Uma gama de cursos é oferecida a uma densa clientela, não apenas local mas também regional: decoração, técnico em contabilidade, magistério, artes culinárias, computação, enfermagem, mecânica e processamento de dados.

Na estância também funciona o Centro Integrado de Formação Profissional, que viabiliza cursos de iniciação e aperfeiçoamento nas áreas de crochê, bordado a máquina, fotografia, datilografia, corte e costura, manicure, cabeleireiro, culinária, tecelagem, pintura e outros, recrutando um universo que supera 1.800 alunos.

Profissionais liberais
Existem em Tupã atualmente:

85 advogados
35 engenheiros civis
92 dentistas
25 contadores-contabilistas
5 agrônomos
44 arquitetos
15 psicólogos
5 fonoaudiólogos
9 veterinários
5 terapeutas ocupacionais
82 médicos
1 psicoterapeuta
 Saúde
Tupã conta com:

7 Unidades Básicas de Saúde (UBS)
1 Ambulatório de Saúde Mental (Doenças Sexualmente Transmissíveis e AIDS)
1 Centro de Atendimento Odontológico (PAOM)
1 Centro de Saúde com especialidades médicas, sendo o município uma referência na região
Em breve o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)
1 Farmácia Popular
Foi implantado no ano de 1999 a Vigilância Sanitária (Visa) que normatiza e fiscaliza o funcionamento de atividades que estão direta ou indiretamente relacionados à saúde.

Todas as escolas da estância contam com odontologistas e estão equipadas com consultórios odontológicos. As entidades assistenciais também possuem odontologistas e os respectivos consultórios. No total, são 18 equipamentos instalados.

O Serviço de Vigilância Epidemiológica é responsável pelo controle das vacinas e doenças de notificação compulsória.

O Serviço de Controle de Endemias e Zoonoses, coordena o combate do mosquito Aedes aegypti e atividades afins.

Funcionam na estância seis hospitais, dos quais quatro são especializados em psiquiatria. Existem duas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) na estância, com dez leitos cada. No total, existem 1.300 leitos hospitalares.

Estaística curiosa: Tupã é uma das cidades com maior proporção de habitantes por leitos de hospitais psiquiátricos do Estado. A cidade conta com quatro hospitais psiquiátricos: Clínica de Saúde Dom Bosco Ltda., com total de 240 leitos, Sociedade de Assistência Médica Socian Ltda., com total de 235 leitos, Instituto de Psiquiatria de Tupã, com 240 Leitos, e Casa da Criança de Tupã, com 221 leitos. No total são 936 leitos para uma população de 62.256 habitantes (IBGE 2007), o que resulta na proporção de aproximadamente 0,015 leito/hab. Ou seja, pelo número geral de vagas a cidade pode acolher cerca de 1,5% da população em hospitais psiquiátricos! 

Rede bancária
Tupã conta com nove agências bancárias, uma de cada um dos seguintes bancos:

Caixa Econômica Federal
Banco Nossa Caixa
HSBC
Bradesco
Banco do Brasil
Banco Real
Unibanco
Banco Itaú
Santander Banespa
Além de vários postos de atendimento localizados em supermercados, postos de gasolina e casas lotéricas.

A estância conta também com o Banco do Povo, que auxilia as micro e pequenas atividades econômicas e informais, com juros subsidiados e um sistema desburocratizado.

Urbanização
 
Visão da área central de Tupã (2002) a partir da zona Oeste.A cidade conta com:

25 praças arborizadas e ajardinadas e totalmente reformadas
Vias públicas asfaltadas e iluminadas com lâmpadas a vapor de mercúrio
20.300 prédios, sendo 20 mil ligados à rede elétrica e 16.700 à rede coletora de esgoto
200.000 metros de redes de extensão de água
20 poços artesianos e semi-profundos
5 reservatórios elevados
5 reservatórios apoiados
Capacidade total de água de 10.000 m³/hora
 Feriados
12 de outubro - Fundação do município
Feriados religiosos conforme determina a Lei Municipal n° 2.383, de 8 de setembro de 1980:

Datas fixas:

29 de junho – Padroeiro São Pedro
2 de novembro – Finados
Datas móveis:

Sexta-feira Santa
Corpus Christi 

Fatos sobre Tupã
O complexo energético gerenciado pela Empresa de Eletricidade Vale Paranapanema (EEVP) possui uma estação rebaixadora com capacidade de potência instalada de 52.500 KVA. Possui também uma Cooperativa de Eletrificação Rural (CERT), com atendimento a mais de 800 propriedades rurais.
O número de veículos licenciados ultrapassa 16 mil unidades.
Há em Tupã 4 cemitérios, sendo três municipais e um particular, sendo eles respectivamente: São Pedro, Saudade I, Saudade II e Parque das Palmeiras.
A imprensa é representada por dois jornais diários e um semanário;
Existem em Tupã duas emissoras de rádio em AM e três em FM.
São captados em Tupã os sinais das TVs Bandeirantes, Globo, Cultura, Rede TV, SBT, Record e Rede Vida.
Há em Tupã 4 emissoras de Tv a cabo: Tv Cidade, Tv Universitária, Tv Tupã e Tv Cabonet Tupã.
Funcionam em Tupã catorze repartições estaduais de âmbito regional, dezesseis repartições públicas estaduais de âmbito local, seis repartições públicas federais de âmbito regional e seis de âmbito local.
A Companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo (SABESP) gerencia todo o complexo de saneamento básico local, cuja concessão se esgotará em 2005, conforme previsto em lei. A SABESP abastece 100% da estância (atingindo mais de 180 mil m³) e atende a 100% da coleta e tratamento de esgotos (153.000 m).
O Posto de Bombeiros está instalado desde 1977 com um efetivo que atende também aos municípios limítrofes.
O Poder Legislativo de Tupã é constituído por 10 (dez) vereadores e realiza sessões ordinárias às segundas-feiras às 20 horas.
A religião predominante é a católica, e Tupã conta com quatro paróquias e mais de sessenta capelas. O culto evangélico possui mais de trinta templos. O culto espírita conta com dez templos.
A estância conta com Escritórios Regionais de Desenvolvimento Agrícola e de Defesa Agropecuária, aos quais são subordinados os seguintes municípios: Arco-Iris, Bastos, Iacri, Herculândia, Inúbia Paulista, Osvaldo Cruz, Parapuã, Rinónolis, Sagres e Salmourão.
O silo horizontal da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do estado de São Paulo (CEAGESP) tem capacidade para 20 mil toneladas. Também há um silo graneleiro, com capacidade para 60 mil toneladas. Ambos transformam Tupã em um centro armazenador do Oeste Paulista.
A cidade é representada no futebol profissional pelo Tupã Futebol Clube, fundado em 16 de fevereiro de 1936 e integrando a série B1, sob os auspícios da Federação Paulista de Futebol (FPF). 

Filhos ilustres
Pedro Bassan
Íris Stefanelli
Tiago Camilo
Denílson Lourenço
Cleiton César de Oliveira
Flávia Gonçalves