Associação Cultural Ágape é declarada Utilidade Pública Municipal

A Câmara Municipal aprovou o projeto de lei, de autoria do vereador Caio Aoqui, que declara de Utilidade Pública Municipal a Associação Cultural Ágape de Tupã.

Publicado em: 01 de abril de 2015

 Câmara Municipal aprovou projeto de lei de autoria do vereador Caio Aoqui

 

 A Câmara Municipal aprovou o projeto de lei nº 52/2014, de autoria do vereador Caio Aoqui, que declara de Utilidade Pública Municipal a Associação Cultural Ágape de Tupã. Integrantes do grupo acompanharam a votação e comemoraram a conquista.

O Grupo Ágape de Teatro, fundado em 7 de agosto de 1999, fará este ano 16 anos de atividades ininterruptas. Surgiu por iniciativa de Luiz Bertazoni, com a ideia de reativar o grupo de teatro da Juventude Espírita de Tupã (hoje União Espírita Jésus Gonçalves), que na época tinha como presidente Cirso Ribeiro Rosa, que prontamente, aceitou e apoiou. Por problemas de saúde, Bertazoni teve que se afastar do Grupo, que desde então foi assumido por Renato Gonzalez Rosa.

Tornou-se uma associação civil sem fins lucrativos em 2010 e passou a ser atendida pelo nome fantasia Ágape Produções Artísticas ou Grupo Ágape de Teatro. É uma entidade sem fins lucrativos, que visa difundir a cultura em nosso município.

“A entidade coordena importantes projetos culturais e artísticos tais como o Festaett – Festival Nacional de Teatro de Tupã (que este ano completa 14 edições), Escola Livre de Teatro (Ponto de Cultura), núcleo de Produção audiovisual e está prestes a estrear seu mais novo Espetáculo: A Megera Domada de Willian Shakespeare. Por isso, tem levando o nome de nossa cidade para todo o Brasil”, destacou o vereador Caio Aoqui.

De acordo com o vereador Caio Aoqui, a Associação Cultura Ágape tem a função de promover a cultura por meio da produção e realização de eventos artísticos culturais, além da formação, produção e veiculação dos bens culturais. “O título de utilidade pública municipal é o reconhecimento desse importante trabalho desenvolvido em Tupã”, observou.

O diretor do Grupo de Teatro Ágape, Renato Gonzalez Rosa, agradeceu o apoio do vereador Caio Aoqui, que apresentou o projeto de lei, e dos demais vereadores que aprovaram a proposta. “É um reconhecimento importante para nossa entidade. Vamos buscar o título de utilidade pública estadual e federal. Não fazemos teatro para nós e sim para uma cidade avida por cultura. É direito deles”, informou.

Assessoria de Comunicação


Publicado por: Assessoria de Comunicação

Cadastre-se e receba notícias em seu email