Digitalização da Câmara gera economia aos cofres públicos

Pauta eletrônica permitirá economia de até 6 mil folhas de papel por mês

Publicado em: 25 de novembro de 2009

Pauta eletrônica permitirá economia de até 6 mil folhas de papel por mês

Graças à emenda ao Regimento Interno apresentada pelo presidente Antônio Alves de Sousa “Ribeirão” (PP), a Câmara Municipal conclui seu projeto de digitalização iniciado em 2005 com a construção do site, que possibilitou a transparência na divulgação dos atos do Poder Legislativo municipal.

O Projeto de Resolução 15/09 alterou o artigo 147 do Regimento Interno da Câmara, determinando a distribuição da pauta das sessões exclusivamente por correio eletrônico, eliminando o uso de papel. A medida, conforme justifica o presidente da Casa, trará economia aos cofres do Legislativo, pois reduzirá consideravelmente o uso de papel para confecção das pautas, além de tornar as atividades legislativas mais ágeis e em consonância com o que a tecnologia oferece.

“Chegou a hora de modernizar completamente a Câmara, utilizando um meio de comunicação muito mais rápido e eficiente, que é o e-mail. Através dele, o vereador receberá a pauta das sessões no seu endereço eletrônico, até 48 horas antes do início da sessão, conforme determina o Regimento Interno da Câmara”, explica Ribeirão.

Hoje, a pauta das sessões ordinárias do legislativo, realizadas todas às segundas-feiras, às 20 horas, já é publicada nos jornais locais, para que a população tenha conhecimento das matérias que serão discutidas. O site da Câmara (www.camaratupa.sp.gov.br) completa esse trabalho de divulgação dos atos do legislativo, onde a população pode acessar e conferir o trabalho realizado pelos dez vereadores.

O presidente do legislativo diz que o projeto de digitalização é muito mais amplo do que apenas modernizar e promover a transparência da Câmara. “Ao eliminar o uso do papel para impressão das pautas, estamos fazendo uma economia de no mínimo 6 mil folhas de papel por mês, pois a pauta pode ter de 30 até 300 páginas, dependendo da quantidade de projetos. Multiplicado por dez vereadores, a Câmara gasta por semana cerca de R$ 1,5 mil folhas”, calcula.

Além disso, com a pauta eletrônica não será mais necessário o uso de funcionário e veículo da Câmara para entrega da pauta aos vereadores. Isso significa economia de combustível também.

A emenda ao Regimento Interno alterou também o horário de fechamento da pauta, que passa das 14 para às 16 horas da sexta-feira anterior à sessão.

Andréia Simões
Assessoria da Câmara Municipal


Publicado por: Andréia Simões

Cadastre-se e receba notícias em seu email