Presidente da Câmara de Tupã e prefeito elogiam ações do Centro de Controle de Zoonoses

O presidente da Câmara Municipal de Tupã, Pastor Eliézer de Carvalho, e o prefeito Caio Aoqui visitaram o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) com o objetivo de acompanhar os trabalhos contra a leishmaniose e a captura de escorpiões.

Publicado em: 13 de novembro de 2019

O presidente da Câmara Municipal de Tupã, Pastor Eliézer de Carvalho, e o prefeito Caio Aoqui visitaram o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) com o objetivo de acompanhar os trabalhos contra a leishmaniose e a captura de escorpiões.

O CCZ, que fica no Bairro São Gonçalo, recebeu algumas melhorias em sua estrutura para realizar o atendimento dos animais suspeitos ou confirmados com leishmaniose. “Estamos certificando que a estrutura do CCZ. Parabéns ao prefeito Caio Aoqui, ao secretário de saúde, Wilson Quiles, e à equipe que tem feito um trabalho importante para nossa população”, disse o presidente da Câmara Municipal, Pastor Eliézer.

O parlamentar destacou que o trabalho do CCZ é essencial para diagnosticar cães que estão com leishmaniose. “O diagnóstico evita que a doença seja transmitida para outros animais e até seres humanos. A leishmaniose nos preocupa, por isso, o trabalho sempre deve ser intensificado”, comentou.

A equipe do CCZ também foi reestruturada para ampliar os trabalhos. “Nossa equipe passou de quatro para 17 funcionários. Com isso, ampliamos nossas ações de combate à leishmaniose e captura dos escorpiões. Esse trabalho efetivo tem ajudado a população de Tupã”, informou o prefeito Caio Aoqui durante a visita.

A Leishmaniose Visceral é transmitida por meio da picada de insetos conhecidos popularmente como mosquito palha, asa-dura, tatuquiras, birigui, dentre outros. Estes insetos são pequenos e têm como características a coloração amarelada ou de cor palha e, em posição de repouso, suas asas permanecem eretas e semiabertas.

A transmissão acontece quando fêmeas infectadas picam cães ou outros animais infectados, e depois picam o homem, transmitindo o protozoário Leishmania chagasi, causador da Leishmaniose Visceral.

O secretário municipal de Saúde, Wilson Quiles, parabenizou a equipe pelo trabalho que vem desenvolvendo no combate à leishmaniose e captura dos escorpiões. “É um trabalho que traz segurança para a sociedade. Quero agradecer também a Câmara Municipal por estar apoiando as ações do CCZ”, disse.

 

Escorpião

 Pastor Eliézer destacou que Tupã se tornou referência na captura dos escorpiões e encaminhamento ao Instituto Butantan em São Paulo, que produz o soro antiescorpiônico que é fornecido ao Ministério da Saúde. “Retirando esses animais peçonhentos do meio ambiente, o CCZ tem ajudado na produção do soro antiescorpiônico e evitado a proliferação dos animais em nosso município”, disse.

A equipe do CCZ já capturou 635 escorpiões até o momento. Estima-se que cada escorpião pode gerar uma média de 60 filhotes. Com a captura desses animais, a projeção é que Tupã tenha evitado o surgimento de 38.100 escorpiões. “Estamos enviando as amostras para o Instituto Butantan. Esse trabalho beneficia toda a região, pois o soro antiescorpiônico produzido é repassado à Santa Casa de Misericórdia de Tupã, que atende nossa região”, explicou Robison Luis Pereira da Silva, diretor do CCZ.


Publicado por: Assessoria de Comunicação

Cadastre-se e receba notícias em seu email