Câmara cumprimenta presidente da Fiesp, Paulo Skaf

Para o vereador Ribeirão, Skaf é um dos maiores empresários contemporâneos do Brasil

Publicado em: 09 de outubro de 2009

Para o vereador Ribeirão, Skaf é um dos maiores empresários contemporâneos do Brasil

O Presidente da Câmara Municipal de Tupã, vereador Antonio Alves de Sousa “Ribeirão” (PP), apresentou Moção de Congratulações ao empresário Paulo Antonio Skaf, Presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), do Serviço Social da Indústria (SESI), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e do Instituto Roberto Simonsen – IRS.

Paulo Antonio Skaf, nascido em 7 de agosto de 1955, na capital Paulista, é descendente de libaneses, criado no bairro paulistano da Vila Mariana, onde estudou e trabalhou com seu pai, Antonie Skaf.

Formado em Administração de Empresas, se tornou empresário de destaque, e sua liderança fez com que chegasse à frente de entidades de grande importância.
Skaf também exerce as funções de Vice-Presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI); é membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), do Presidente da República; membro do Conselho da Springs Global Participações, e Vice-Presidente do Conselho de Administração da Paramount Lansul S/A.

Foi Presidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE/SP, do SINDITÊXTIL – Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem do Estado de São Paulo, e a ABIT – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção. Também foi membro do Conselho Administrativo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES.

Além de Presidente da FIESP, Skaf é Presidente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP), do Serviço Social da Indústria (SESI), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e do Instituto Roberto Simonsen – IRS.
Para o vereador “Ribeirão”, Conselheiro da FIESP, Paulo Skaf é considerado atualmente um dos maiores líderes empresarias contemporâneos do Brasil, por seu dinamismo à frente da indústria brasileira.

“Após Skaf ter assumido a presidência da FIESP, o Brasil não é mais visto como país do futuro, mas sim do presente, graças a sua capacidade, dinamismo e inúmeras realizações de Skaf”, conclui o Presidente do Legislativo.

Alexandre Scombatti - assessoria


Publicado por: Alexandre Scombatti

Cadastre-se e receba notícias em seu email