Vereadora defende políticas públicas para as mulheres

Telma Tulim busca criação de coordenadoria vinculada à Secretaria de Assistência Social para desenvolver ações públicas

Publicado em: 05 de agosto de 2009

Telma Tulim busca criação de coordenadoria vinculada à Secretaria de Assistência Social para desenvolver ações públicas

A Câmara aprovou indicação da vereadora Telma Tulim (PSDB), que solicita ao Executivo a criação de uma Coordenadoria de Políticas para a Mulher, órgão que seria vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social.

A proposta, que visa acolher reivindicação do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, é promover, através de políticas públicas referentes à mulher, o equilíbrio nas relações conflituosas em muitos lares do município.

“A ideia é atuar na defesa dos direitos das mulheres e ajudar na implementação dos projetos sugeridos pelo Conselho Municipal da Mulher.

Através da Coordenadoria serão encaminhados à Câmara projetos de políticas públicas voltados para a mulher. O órgão vai ainda captar recursos nas esferas municipal, estadual e federal para a efetivação de programas e ações direcionados à parcela feminina da população”, explica a vereadora.

Telma Tulim explica que a Coordenadoria não atuaria apenas na defesa das mulheres vítimas de violência, mas também para melhorar a qualidade de vida dessas mulheres, através de cursos profissionais, possibilitando sua autonomia. “Hoje, 25% dos lares brasileiros são sustentados pelas mulheres”, observa.

A vereadora defende a criação de um órgão para atuar na redução da desigualdade salarial entre homens e mulheres e para combater todas as formas de discriminação.

Ela ressalta que a principal luta da Coordenadoria será buscar recursos, especialmente na Secretaria Especial de Política para as Mulheres, diretamente ligada à Presidência da República, para a construção do Centro de Referência de Atendimento à Mulher e a Casa de Maria.

“Dois importantes exemplos de iniciativas que se complementam no esforço para prevenir, atender e erradicar todas as formas de violência contra a mulher. A existência de um Centro de Referência e uma Casa de Apoio em nossa cidade, permitirá que muitas mulheres que sofrem com a violência intra-familiar possam ser orientadas sobre os diferentes serviços disponíveis para a prevenção, apoio e assistência em cada caso particular, de forma a fortalecer sua auto-estima”, defende.

Andréia Simões
Assessoria da Câmara Municipal


Publicado por: Andréia Simões

Cadastre-se e receba notícias em seu email